Dez Motivos para Gostar de Vinhos Brancos

Algum preconceito de cor? Existe preconceito até no mundo dos vinhos, há quem se preocupe com a cor.  Eu Particularmente sempre gostei mais dos brancos.  Cabe mencionar que …

1345 1
943773_583221455035908_2014059110_n

Algum preconceito de cor? Existe preconceito até no mundo dos vinhos, há quem se preocupe com a cor.  Eu Particularmente sempre gostei mais dos brancos.  Cabe mencionar que não tenho preconceitos com relação a vinhos. Aliás, não sei explicar porque há tanto preconceito em torno do vinho branco e porque o consumo desse vinho é tão baixo no Brasil.  O vinho branco da garrafa azul fez um estrago bem grande na imagem dos seus primos. Vamos lembrar então, que aqueles tempos mudaram. Vinho branco no inverno com temperatura ambiente é tudo de bom.

O Texto é do Marcelo Copello para a Associação Brasileira de Enologia.

Se você é daquelas pessoas que só bebe vinhos tintos, está na hora de rever seus conceitos. O pouco prestígio que os vinhos brancos ainda gozam no Brasil é um fenômeno incompreensível para a maioria dos produtores estrangeiros que visitam o País. Afinal, nosso clima é majoritariamente tropical e os peixes, frutos do mar, frutas e saladas têm papel importante em nossa culinária. Atualmente estão em voga os tintos super-encorpados, super-alcoólicos, super-madeirados e, muitas vezes, também super-caros. Todavia, os verdadeiros amantes do nobre fermentado não se dividem em bebedores de vinhos tintos ou brancos. São apenas apreciadores de produtos de categoria. E ela não se exprime na cor do vinho, mas sim na qualidade intrínseca ao líquido, dentro de seu estilo.

Todavia, os verdadeiros amantes do nobre fermentado não se dividem em bebedores de vinhos tintos ou brancos. São apenas apreciadores de produtos de categoria. E ela não se exprime na cor do vinho, mas sim na qualidade intrínseca ao líquido, dentro de seu estilo.

1. Clima: Na maior parte do Brasil, na maior parte do ano, a temperatura pede vinhos mais refrescantes, mais leves ao palato e a digestão e servidos a temperaturas mais baixas.

2. Saúde: que nossa bebida favorita faz bem, sobretudo os tintos, sabemos. Mas isto não deveria ser um argumento para o abandono dos brancos. Recentemente, cientistas do departamento de anatomia humana da universidade de Milão comprovaram que substâncias contidas nos brancos reduzem a tendência a doenças como artrite reumática e osteoporose.

3. Gastronomia: Na hora de harmonizar vinhos e pratos, os brancos são bem mais versáteis e combinam com uma gama muito maior de pratos. Conforme a receita, também podem ser a melhor escolha para o risoto, pato, vitela e presunto cru, por exemplo.

4.”Queijos e Vinhos” e Fondue: Na hora do seu “queijos e vinhos”, os brancos também são mais versáteis, pois combinam com uma gama muito maior de queijos. Os vinhos brancos estruturados e com boa acidez, como o Riesling, são os mais indicados.

5. Serviço correto: Apreciar um bom branco exige um serviço correto. Taças ovaladas são importantes para valorizar os aromas do vinho, e a temperatura certa é fundamental para que ele mostre seu frescor. Quem prova brancos quentes tem todo motivo para não gostar deles.

6. Bom gosto e bom senso: O “bom gosto” a que nos referimos é ter o bom senso de servir o vinho adequado a cada ocasião, a cada prato e a cada ambiente. Cada tipo de vinho tem seu momento, a sua hora. Para quem pede tinto sempre, independente do prato ou da ocasião, experimente um bom branco na hora certa e faça o teste.

7. Estilos: Existe uma ampla gama de vinhos brancos para vários paladares e várias ocasiões. Podem ser doces, meio-doces ou secos; florais, frutados, barricados (fermentados em madeira e, portanto, com aromas de baunilha, tostados etc); leves ou encorpados.

8. Brancos de guarda: é verdade que como regra geral brancos não envelhecem, mas existem muitas exceções. Bordeaux de maior estirpe, borgonhas e Chablis Cru e grand Cru, os melhores Rieslings de vários países, Sémillons australianos do hunter Valley, são brancos que podem viver mais de uma década sem problemas e lhe dar grandes alegrias na hora de apreciá-los.

9. A cara do Brasil: O vinho branco combina não apenas com nosso clima, mas também com o temperamento expansivo da população, o que sugere uma maior afinidade com a fragrância dos brancos do que com os tintos mais sérios e cerebrais. é um dos caminhos para o aumento de consumo desta bebida no brasil.

10. Diversidade: um dos maiores encantos do vinho é sua diversidade. Normalmente, quem gosta de vinho gosta de experimentar e está sempre em busca de novos sabores. Para quem só degusta tintos, continue a apreciá-los, mas dê uma chance aos brancos, pois abdicar deste estilo é abrir mão de uma grande parte da produção mundial desta bebida, de muitas descobertas e bons momentos.

Fotos: Bardega

Compartilhe
In this article

Comente!

1 comment

  1.   

    Sempre preferi os tintos, mas confesso que não experimentei muitas variedades do branco.